Créditos
Fotos Marcopolo, Divulgação

Avanços se traduzem em mais segurança e conforto para passageiros e motoristas

Após quatro anos de pesquisas e desenvolvimento, a Marcopolo apresentou ao mercado a nova linha de ônibus denominada Geração 8, que deverá estar à disposição do mercado nacional no primeiro trimestre de 2022 e, para o externo, no segundo. A oficialização da nova geração, que abrange os modelos Viaggio e Paradiso, ocorreu durante coletiva de imprensa virtual, seguida de live para clientes e convidados. A diretoria também antecipou que a Geração 7 continuará em linha, sendo produzida em paralelo com a nova, e deverá, inclusive, passar por inovações futuras.

Segundo a diretoria, a nova família representa um avanço em inovação para a marca, com padrões únicos de segurança, conforto, conectividade, dirigibilidade e ergonomia para passageiros e motorista. “A Marcopolo busca sempre criar soluções de transporte inovadoras e realmente de valor para clientes, passageiros, colaboradores e parceiros de negócio. A Geração 8 é a representação deste propósito”, afirmou James Bellini, CEO da fabricante.

Bellini também informou que o primeiro veículo da nova geração foi vendido para a Águia Transportes, do Espírito Santo, que o receberá em setembro. Inicialmente, atenderá linhas em São Paulo, Rio de Janeiro e Vitória.


Luciano Ressner, diretor de operações industriais, destacou que a geração traz em torno de 140 atributos diferenciados em segurança e conforto. Eles traduzem o resultado de mais de 300 visitas a operadores, acompanhamento de 500 viagens e 44 mil quilômetros rodados para entender as diferentes necessidades e preferências dos clientes. Segundo a empresa, a concepção da nova geração resultou em mais de 60 patentes que geram ganhos em conforto, confiabilidade e custo operacional.

Dentre os principais diferenciais estão o design inédito com coeficiente aerodinâmico de apenas 0,379, que permite redução de custos operacionais, resultando em economia de combustível e diminuição na emissão de gases de efeito estufa; eficiência dos faróis 3,5 vezes maior em relação a modelos atualmente no mercado; e o novo conceito de proteção da cabine do motorista, com estrutura de coluna “B” tripla e que proporciona deformação 78% inferior ao exigido pelas normas brasileiras. A engenharia consumiu mais de 2.600 horas de testes ao longo de dois anos para desenvolver o novo sistema de proteção.

A Geração 8 coloca a Marcopolo em um inédito patamar de segurança. Todos os modelos atendem à norma internacional R66.02 para tombamento, inclusive o Paradiso 1800 Double Decker, o que não é exigido no Brasil. Na construção da carroceria, foi desenvolvido um novo conceito de anéis passantes de segurança em todas as colunas da estrutura, que conferem muito mais resistência do conjunto a impactos e ao capotamento.

Internamente, houve mudanças na escada de acesso com degraus amplos, iluminação indireta em LED e um novo desenho do sistema de abertura da porta, mais eficiente e robusto. As poltronas ganharam uma nova estrutura e desenho ergonômico, otimizando o espaço para as pernas. Os novos modelos também serão equipados pelas soluções Biosafe, que combatem vírus e bactérias.

As aplicações são para serviços rodoviários, intermunicipais e de fretamento (contínuo ou turismo), com comprimento que varia de 12 metros a 15 metros, dependendo do modelo, e largura de 2,6 metros. A nova linha está disponível para os chassis Mercedes-Benz, Scania, Volkswagen e Volvo.

DEMAIS ATRIBUTOS:

Design de última geração
Grade dianteira e para-choques ganharam maior volumetria e robustez. O uso de matérias-primas na fabricação dos componentes de acabamento externo proporciona redução do risco de quebra em pequenas colisões em até 50%. Os vidros laterais passam a ser curvos, o que proporciona menor vibração.

Novo patamar de segurança
Em relação à segurança e visibilidade do condutor, foram eliminados pontos cegos e feito um rebaixamento da altura do painel em 70 mm para facilitar a visualização da via. Os espelhos retrovisores, com novo design e aumento de 6% na largura reflexiva da lente, também garantem maior campo de visão. Outro diferencial é o sistema ERV, oferecido como opcional, com câmeras que substituem os espelhos, com tecnologia infravermelho para visão noturna.

Conforto interno
A porta de separação entre a cabine do motorista e o salão de passageiros recebeu novo desenho, com vedação adicional para reduzir o nível de ruído no interior e ampliar o conforto acústico. O porta-pacotes ganhou 23% mais de espaço. O conjunto tem área totalmente livre, sem obstáculos, para que o passageiro acomode a bagagem acima da sua poltrona. O sistema de reclinação das poltronas é completamente novo, com a adoção de amortecedores, com acionamento mais fácil e que permite infinitas posições, de acordo com o biotipo do usuário. O interior do novo sanitário é climatizado com ar-condicionado, conta com porta plana com sistema de fechamento automático e descarga com sistema Ecoflush, com a opção de sucção a vácuo, como a adotada em aviões. A iluminação natural foi ampliada, com janelas cinco vezes maiores, assim como o espelho.


Ergonomia para os motoristas
Adoção de um novo padrão em revestimento interno na cabine, com peças injetadas, e acabamentos soft touch para redução de ruídos internos. A poltrona foi desenvolvida com conceito Ergodesign e desenho em formato de concha para maior conforto e ergonomia do motorista. No painel de instrumentos, foram desenvolvidos controles mais acessíveis, com novo conceito de interface de comandos no painel de controle. Os modelos contam com telas de alta definição sensíveis ao toque, nos tamanhos de 5 e 10 polegadas. O novo defroster tem capacidade 23% maior de refrigeração, permitindo que o para-brisa seja desembaçado em tempo inferior a quatro minutos.


Sustentabilidade
O novo teto é totalmente produzido em alumínio, com redução de peso, maior durabilidade e resistência. A utilização de matérias-primas de polímeros especiais na fabricação dos para-choques, grade dianteira e tampa traseira, entre outras, proporciona peças mais leves e resistentes. Com a nova arquitetura elétrica, houve diminuição na quantidade de chicotes e cabeamentos. Com todas as medidas adotadas, a carroceria ficou 12,5% mais leve.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here