SCANIA JÁ ENTREGOU QUATRO UNIDADES E ANUNCIOU VENDA DE MAIS 18

Em duas ações realizadas em menos de uma semana, a Scania consolidou o início efetivo da frota de caminhões movidos a GNV/biometano no Brasil. A primeira entrega, que entrou para a história da indústria automotiva do país, ocorreu em 28 de maio, de quatro unidades do modelo R 410 6×2, para as transportadoras RN Express e Jomed, que haviam feito a compra durante a Fenatran 2019, quando o caminhão foi oficialmente apresentado ao mercado. “Celebrar a entrega dos primeiros caminhões a gás comprova que estamos no caminho certo, liderando a mudança para um sistema de transporte mais sustentável”, afirmou Silvio Munhoz, diretor comercial da Scania no Brasil.

Os quatro caminhões serão usados pelas duas empresas paulistas no transporte de produtos da francesa L’Oréal na rota São Paulo-Rio de Janeiro. “A Scania, a RN Express e a Jomed LOG entram juntas para a história, comprovando que estão, de fato, contribuindo para a redução das emissões de CO2 no planeta. Temos certeza que estas duas transportadoras e seus embarcadores servirão de modelos para outras empresas”, acrescentou.

Os inéditos caminhões pesados movidos a gás natural veicular (GNV) e/ou biometano são vocacionados para médias e longas distâncias. Seus motores são Ciclo Otto (o mesmo conceito dos automóveis) e construídos para ser 100% a gás e biometano, ou usando uma mistura de ambos. Os motores não são convertidos do diesel para o gás, têm garantia de fábrica e tecnologia confiável, com desempenho consistente e força semelhante ao caminhão a diesel. São também 20% mais silenciosos.

Maior venda – Em 4 de junho, a Scania confirmou a venda de 18 caminhões movidos a GNV/biometano para a PepsiCo, uma das líderes mundiais no segmento de alimentos e bebidas. Os modelos, que começam a ser entregues em agosto, serão usados no abastecimento de produtos da PepsiCo por todo o território nacional.

O anúncio ocorreu um na véspera do Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado em 5 de junho. “O objetivo das empresas é a transição para um sistema de transporte mais sustentável. Para a Scania, que vem liderando esta transformação, não existe apenas um modelo sustentável e cada país adotará as tecnologias que melhor se encaixam em sua realidade. Para o Brasil, entendemos que é o caminhão movido a GNV e/ou biometano”, assinalou Roberto Barral, vice-presidente das Operações Comerciais da Scania no Brasil.

Para Eduardo Sacchi, diretor sênior de Supply Chain da PepsiCo Brasil, a parceria com a Scania mostra mais uma vez o pioneirismo da empresa em ser ambientalmente responsável. “A PepsiCo foi a primeira do setor a fazer testes com o caminhão movido a gás natural e uma das primeiras a testar veículos elétricos”, comentou Sacchi. A ação integra um plano global da companhia em reduzir em 20% as emissões de CO² até 2030.

Até decidir pela compra dos 18 caminhões, sendo 10 modelos G 340 4×2 e oito R 410 6×2, a PepsiCo recebeu um caminhão de demonstração em novembro de 2019. “O veículo foi colocado à prova nas mais severas condições que sua proposta de atuação promete. Ele atuou na operação real e pudemos, em parceria com a PepsiCo, analisar todas as informações geradas e benefícios práticos do produto”, explica Barral.

De acordo com Sacchi, o período de testes foi fundamental para a verificação dos resultados efetivos, com destaque para a alta redução na emissão de poluentes, diminuição de ruídos, rotas com maior equilíbrio de custos e disponibilidade para reabastecimentos. Munhoz assinala que a Scania iniciou os testes com os caminhões em outubro de 2018, na rota São Paulo-Porto de Santos. Segundo ele, o custo por km rodado é 17% inferior ao diesel, além das reduções nas emissões de poluentes.

Concessionárias preparadas – A rede de concessionárias Scania está sendo preparada para dar todo o apoio aos caminhões a gás. Não são necessárias grandes mudanças nas casas para receber os veículos mais sustentáveis. Dentre os itens obrigatórios estão boxes, ferramentas e check-list especiais, que serão implementados ao longo dos próximos meses. “Esta frota mais sustentável rodará praticamente todo o Brasil e daremos o suporte necessário na operação do cliente para manter a manutenção em dia e garantir a disponibilidade dos produtos”, completa Roberto Barral.

A Casa Scania Codema, de Guarulhos (SP), responsável pelas vendas e entregas, terá a responsabilidade do suporte operacional e da manutenção dos veículos. “Foi, sem dúvida, um momento histórico para a Scania e Codema. Fazer a cerimônia de entrega, durante o período da quarentena do coronavírus, foi um desafio que contou com a máxima segurança. Os caminhões precisam rodar para cumprir os acordos e os clientes não viam a hora de ter esses modelos mais sustentáveis circulando pelas estradas”, diz Eronildo Santos, diretor-geral das casas cativas da Scania, formadas pelas concessionárias Codema (SP e MG), Cavese (SC) e Suvesa (RS).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here