O sucesso de uma empresa sempre começa com as pessoas; só depois vêm todos os outros requisitos. Por isso, é imprescindível termos as pessoas certas, capacitadas e bem treinadas para desempenhar suas funções.

Jim Collins, em seu famoso e excelente livro Good to Great, disponível no Brasil com o título “Empresas feitas para vencer”, apresenta-nos o conceito do porco-espinho. Baseia-se na parábola da raposa com o porco-espinho. Apesar da grande astúcia da raposa, o porco-espinho, com apenas uma única defesa, seus espinhos, diariamente sai vitorioso dessa batalha.

Segundo Collins, esse conceito surge do perfeito entendimento da intersecção de três círculos: a atividade que o apaixona profundamente; a atividade na qual você pode ser o melhor do mundo e finalmente aquilo que move seu motor econômico.

A partir daí, ele sugere uma sequência bem estruturada de ações necessárias para uma empresa passar do nível “boa” para o nível “excelente”.

O primeiro tópico abordado por ele, diz respeito às pessoas. Sim pessoas. Para criar e manter empresas vencedoras, começa-se pelas pessoas, assim como era de se esperar. Inicialmente um líder, que Collins chama de Nível 5, o qual possui características muito especiais, que são detalhadamente tratadas no livro.

Claro, esse líder tem que montar uma equipe competente e, sobretudo, apaixonada pela causa. Primeiramente se escolhe QUEM e depois O QUÊ, ou seja, primeiro se escolhe as pessoas certas e depois, como elas serão utilizadas.

Isto posto, que se tenha o líder adequado e as pessoas certas, podemos interromper aqui nossa caminhada com Mr. Collins, não sem antes agradecê-lo pelos excelentes insights de seu livro, bem como convidar aqueles que ainda não o leram, que o façam.

Eu diria que o próximo passo importante, seria um plano consistente, robusto e inteligente de treinamento e capacitação dessas pessoas, deixando de lado modismos, coisas mirabolantes e pirotécnicas, que pipocam diariamente na mídia e pouco agregam ao desempenho das equipes.

Felizmente, temos no Brasil inúmeros profissionais do conhecimento, que eu chamo de “operários do saber”, trabalhando e estudando arduamente para oferecer o que se tem de mais moderno em desenvolvimento humano, desde conteúdo até tecnologias, empregando técnicas que realmente farão diferença nas pessoas.

Portanto, aqui vai minha dica: o sucesso de uma empresa sempre começa com as pessoas; só depois vêm todos os outros requisitos. Por isso, é imprescindível termos as pessoas certas, capacitadas e bem treinadas para desempenhar suas funções.

Esse grau de excelência só é possível de ser atingido com um sistema eficiente de contratação e, muita atenção, DESENVOLVIMENTO DE TALENTOS. Sim, eu disse desenvolvimento de talentos, pois eles precisam e devem ser desenvolvidos ou, em uma analogia com joias brutas, serem lapidados.

Um programa inteligente e, sobretudo eficiente, de desenvolvimento humano é imprescindível para o sucesso de qualquer negócio.

O ponto é: o sucesso em qualquer área, passa sempre pelas pessoas. Portanto, se não tratarmos adequadamente nossas equipes, nem a melhor tecnologia, produto ou preço poderão nos salvar!

Sucesso para todos.

Milton Vendramine é CEO da M. Vendramine – Desenvolvimento Humano – Negociações – Vendas – Marketing

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here