Enquanto Volks e Mercedes-Benz seguem brigando pela liderança, Foton e JAC já aparecem entre as 10 marcas mais vendidas do Brasil

Por Mauro Cassane

O mercado de caminhões novos não terminou o ano muito bem. O último bimestre de 2023 registrou vendas fracas. Com 9,2 mil caminhões vendidos em novembro e 10,3 mil em dezembro, a conta fecha com total de 108 mil unidades emplacadas no ano. Resultado praticamente 15% abaixo de 2021 e 2022 (128,7 mil e 126,6 mil unidades comercializadas, respectivamente).

A Anfavea, entidade que representa as montadoras instaladas no Brasil, divulgou os resultados e seu presidente, Márcio de Lima Leite, justificou o fraco desempenho nas vendas de caminhões por conta dos novos preços dos veículos Euro 6 que deixaram os veículos, em média, 15% mais caros.

A Volks segue na liderança do mercado com 25,94% de participação com a Mercedes-Benz colada em segundo lugar com 25,19%. Volvo ficou na terceira posição, com o FH sendo o caminhão mais vendido do País, e participação de 18,86% com a Scania, em quarto, mas mais distante, com share de 11,94%. Na quinta posição dos mais vendidos vem a Iveco que chegou a 9,01% do mercado nacional de caminhões.

Vale destaque aos resultados das montadoras chinesas no mercado nacional. Foton, ano passado, emplacou 247 veículos da marca, ficando em oitavo lugar no cômputo geral de vendas de caminhões no Brasil, uma posição à frente da JAC que vendeu 234 unidades (ficou em nono lugar) e da tradicional Agrale, em décimo lugar, com 88 veículos emplacados ano passado.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here