CARREGAR MAIS

O futuro do varejo sob demanda

11/10/2018 15h09 Atualizado em 11/10/2018 18h33
 

Por Redação Transpodata

redacao@transpodata.com.br

Robomart é uma mercearia autônoma sobre rodas. O veículo conduzirá produtos frescos do  supermercado para os clientes. As cadeias de supermercados podem licenciar a plataforma e os veículos, o que lhes permite ganhar na taxa de entrega em vez de entrega sob demanda.

De acordo com o fundador da Robotmart, Ali Ahmed, a empresa pode competir com os gigantes sob demanda, que recebem serviços de entrega de mantimentos, como Amazon, Instacart e Postmates. Cadeias de supermercados licenciariam a plataforma e os robôs para um contrato de arrendamento de dois anos, que, segundo Ahmed, ainda será mais barato do que abrir uma nova loja. Eles embolsam a taxa de entrega em vez do operador sob demanda.

Os clientes podem usar um aplicativo de smartphone para chamar o robô mais próximo, que chega com produtos frescos. O aplicativo desbloqueia as portas e o robô acompanha o que os clientes fizeram usando uma série de câmeras. A Robomart cobra do cliente e segue em frente. A empresa não revelou sua taxa de entrega ou uma faixa de preço para o produto.

Robomart entrevistou mulheres entre 24 e 44 anos e mais de 85% delas disseramde que não compram frutas e vegetais on-line porque acham muito caro ou porque não confiam no serviço e escolha do produto. Com a Robomart, os clientes podem escolher seus mantimentos no veículo sem preocupação com a qualidade.

O veículo é do tamanho de uma van Sprinter equipada com radar e câmeras que ajudam a ver e dirigir sem um operador humano. Ahmed disse que espera que a Robomart seja totalmente autônoma ainda este ano. A empresa solicitou uma Autorização de Testes de Veículos Autônomos ao Departamento de Veículos Automotivos da Califórnia e planeja lançar um programa piloto até o final de 2018.

 

 
LEIA TAMBÉM