As marcas preferidas pela elite do transporte

 

Por Redação Transpodata

redacao@transpodata.com.br

Pesquisa de opinão espontânea é sempre reveladora e traz informações e curiosidades muito interessantes. Este primeiro “Top of Mind do Transporte” realizado por TranspoData e o aplicativo TruckPad, com a validação técnica da Ipsus, uma das maiores empresas de pesquisa e inteligência de mercado do mundo, apresenta informações que impressionam e podem oferecer rica matéria prima para muitas ações de marketing e vendas.

Tão importante quanto o método da pesquisa é mostrar o perfil de quem foi pesquisado. Os caminhoneiros que usam smpartphone, que têm acesso remoto à internet e que, mais do que isso, fazem negócios com esta nova tecnologia. Estes profissionais fazem parte de um novo e mais moderno grupo de estradeiros. E foram eles que responderam esta pesquisa.

Não há dados confi áveis sobre a quantidade de caminhoneiros que usam smartphone para fazer negócios com transporte. Mas os dados demonstram que este número vem crescendo exponencialmente nos últimos cinco anos. Dois exemplos incontestáveis podem ser citados apenas para ilustrar a nova realidade: em 2014 os caminhoneiros promoveram o mais signifi cativo protesto nas estradas de todo o País se comunicando exclusivamente por meio de redes sociais e o aplicativo whatsapp. E o TruckPad, que é o maior aplicativo para se encontrar fretes do Brasil tem mais de 800 mil downloads com 300 mil caminhoneiros ativos (estes são os usuários frequentes, que usam o aplicativo praticamente todos os dias).

Este foi o universo pesquisado com 2,4 mil respostas validadas. Lembrando que, para responder a pesquisa, o caminhoneiro teve que dedicar, no mínimo, meia hora do tempo dele. Neste mundo digital, e na correria da categoria, parar meia hora para responder uma pesquisa não é exatamente algo que a maioria vai fazer. Porém mais de dois mil profi ssionais pararam para dar as resposta por extenso. Tinham que escrever mesmo a resposta. Nada de teste de múltipla escolha.

O resultado deixa muito claro que as marcas tradicionais ainda falam mais alto. A Scania ganhou como a marca preferida deste grupo de profi ssionais com 27,3% das preferências. Mas foi uma vitória apertada. A Mercedes-Benz fi cou em segundo lugar com 24,4% e, em terceiro, fi cou a Volvo, com 24%. “Podese considerar um empate técnico, afi nal essas marcas possuem muito em comum, como décadas de presença no Brasil, redes de concessionárias tradicionais e consolidadas, além de ações constantes de publicidade, propaganda e promoção de marca e valores corporativos, seja através da mídia tradicional ou da realização de eventos regulares com clientes e formadores de opinião”, analisa Orlando Merluzzi, CEO da MA8 Consulting, consultoria especializada no setor automotivo brasileiro.

Método:

Pesquisa quantitativa realizada com questionário estruturado junto a amostra aleatória com participação espontânea e autopreenchimento através de CAWI (computer aided web interviews). 26.708 caminhoneiros foram sorteados e convidados a participar, indicando suas marcas preferidas em 15 categorias. A amostra foi validada a partir das distribuições por região de moradia e marca do veículo, confrontando-se com os dados reais do universo. Desta forma evitam-se distorções regionais ouem função do share de vendas por montadora.

Fonte: Ipsos

 

Por outro lado, quando perguntado sobre o modelo de caminhão de sua preferência, o pesado FH, da Volvo, foi imbatível. Ficou com 14,3% das menções espontâneas, um número tão surpreendentemente expressivo que o colocou com três vezes mais votos que o segundo modelo mais citado. “Não só os transportadores valorizam o excelente desempenho e o baixo custo operacional do veículo. Os motoristas elegeram o FH como o caminhão que eles querem para dirigir”, diz Bernardo Fedalto, diretor de caminhões Volvo no Brasil.

O fato é que a quantidade gigantesca de modelos no mercado nacional, certamente há mais de mil modelos diferentes considerando todas as marcas que atuam por aqui, acaba confundindo a cabeça dos usuários. Há marcas, por exemplo, como Scania, Mercedes-Benz, MAN e Ford que o nome de um modelo pode se subdividir em dezenas de outros modelos. Ficou evidente que caminhoneiro prefere a simplicidade na hora de pensar em um modelo e se identifica mais quando é possível escolher um modelo de uma maneira mais simples e objetiva.

Enquanto o FH foi o caminhão mais mencionado, ganhando na categoria pesados e na geral, o Mercedes-Benz Atego foi o mais citado na categoria semipesados. Ainda que, no mercado, o modelo ocupe a quarta posição entre os mais vendidos da categoria. No segmento de médios ganhou o VW Titan e, nos leves, a Iveco Daily.

Na categoria “Carretas”, não houve surpresa, os produtos Randon foram os mais citados com 36,1% dos votos. A Guerra fi cou em segundo lugar com 14,3% e, em terceiro, a Facchini, com 3,4%. Já na categoria “Lonas” a Vinilona Sansuy ganhou com 22,4% dos votos, seguida de perto pela Locomotiva com 18,3%. Uma curiosidade neste setor é que duas marcas de carretas, que nunca produziram lona, acabaram sendo bastante citadas: Guerra e Randon.

Na categoria “Pneus” a marca preferida, como esperado, foi a Michelin com 41,2% dos votos. A Pirelli fi cou em segundo lugar com 18,5% e, em terceiro, a Goodyear, com 10,2%. Em combustível ganhou fácil a Petrobras com 29,7% das citações espontâneas. Em segundo fi cou a Shel com 15% e, em terceiro, Ipiranga, com 10,8%. E quando questionado sobre óleo lubrificante preferido, mais uma vez os caminhoneiros cravaram a marca Petrobras com 28,2, seguida pela Mobil, com 20,3% e Shell com 6,7%. Nos casos dos combustíveis e do óleo lubrificante ficaram evidente a força da propaganda destas marcas junto aos profi ssionais da estrada.

Já no item “marca de concessionária preferida”, a Scania ganhou com margem apertada da Volvo e Mercedes-Benz, o que demonstra o quanto a rede destas três marcas são fortes no mercado. A revenda Codema, da Scania, também saiu premiada como a mais  citada entre os pesquisados.

Quando o assunto foi “motores” a Cummins ganhou disparado com 22,2% dos votos. Os motores Scania fi caram em segundo lugar com 13,7% das preferências e, em terceiro, os engenhos MWM com 10,8%. Agora, na hora do motorista dizer a marca de caixa de câmbio preferida, o grande destaque foi para a ZF que foi mencionada por 22,4% dos caminhoneiros deixando a Eaton, em segundo lugar, com 8,9% e a caixa I-Shift, da Volvo, com 6,3%.

A seguradora preferida foi a Porto Seguro com 20,4% dos votos, seguida pelo Bradesco, com 13% e, na terceira posição, Sul América, com 4,6%. A forma de pagamento de frete a Pamcard foi a grande campeã com 19,4%, seguidas pela Repom com 9,9% e Visa, com 8,8%. Na categoria “Bancos”, o campeão foi o Bradesco, com 18,9%, depois veio o Banco do Brasil, com 12,9% e Itaú com 10,3%. Por fi m, perguntado sobre a operadora de celular de sua preferência, os caminhoneiros elegeram a TIM que fi cou com 21,3%, seguida pela Vivo, 18%, e Nextel, 8,4%.

 
LEIA TAMBÉM