May day! A tripulação enloqueceu!

 

Vivenciamos um dos piores momentos políticos do País desde a redemocratização. O que gerava incerteza no ano passado, gera agora uma tremenda bagunça com troca de farpas entre os três poderes.

Uma boa metáfora para demonstrar a situação é a seguinte: em um grande avião em pleno voo, piloto, co-piloto e toda tripulação começam a trocar acusações e tapas diante dos atônitos passageiros que, neste momento, não conseguem pensar em outra coisa senão no iminente desastre.

Estes passageiros somos nós. Não temos mais o que fazer. Não adianta gritar e clamar pelo bom senso. A insana tripulação continua se engolfando numa briga estúpida e suicida. Nossa única esperança é encontrar alguém, entre nós, com condições para ao menos evitar a tragédia de uma queda iminente.

A situação é desesperadora pois entre os passageiros também há radicais mais interessados em tomar partido do que em salvar o avião da queda fatal. Será esta uma tripulação formada por loucos? Ou a situação, de tão surreal, é apenas uma brincadeira de mau gosto? É bem assim que nos sentimos atualmente neste nosso Brasil. Queremos, e precisamos, trabalhar.

Mas só conseguiremos produzir com o mínimo de tranquilidade quando esta irresponsável bagunça política parar. Os empresários já estão fartos de pedir, suplicar, por mais previsibilidade política para se criar um ambiente econômico mais saudável.

Mas a irresponsabilidade chegou a um índice jamais observado na história. Feito loucos, não se importam ou, talvez, não tenham a menor consciência que se a aeronave cair, todos, indistintamente, morrerão!

 
LEIA TAMBÉM