Cada vez mais serviços

 

A Volvo nunca deixou de participar da Fenatran. Nesta edição, a montadora sueca empreende esforços para mostrar a evolução de seus serviços aos transportadores. A empresa já está com a linha renovada, apresentou neste ano o caminhão autônomo agrícola (que estará em exposição), vai mostrar uma edição especial do FH, batizado de “performance edition” para celebrar os 90 anos da Volvo Trucks e, de resto, atenção aos novos serviço que a conectividade permite.

Por meio de seu sistema de gerenciamento de frota da marca, Dynafleet, a empresa desenvolveu um novo serviço que certamente vai agregar valor ao negócio: gestão de combustível. Por meio de consultoria remota, o software avisa o gestor de frota como é o comportamento de cada veículo e como está a condução sob o ponto de vista de economia de combustível.

O serviço de Gestão de Combustível conta com o envio de relatórios customizados mensais para os clientes, com recomendações para melhorar a condução do veículo e, consequentemente, auxiliar na economia de combustível. São sugestões de condução e da operação da frota do transportador. Os dados do relatório são analisados por um especialista em condução. O gestor da frota recebe também contatos proativos por telefone para garantir o entendimento das recomendações e acompanhar a evolução dos resultados.

A Volvo ainda mantém disponível um canal de suporte receptivo para dúvidas de condução econômica e interpretação de relatórios do Dynafleet. “Caso o cliente necessite, a rede de concessionárias Volvo pode oferecer treinamento e formação de motoristas”, complementa Deise Kindinger, responsável pela área de desenvolvimento de serviços conectados do Grupo Volvo América Latina.

O serviço foi especialmente criado para ajudar os clientes da marca na jornada para a redução de custos. O negócio agora, neste Brasil pós-crise, é fazer mais com menos. Combustível, segundo a Volvo, representa cerca de 50% dos custos do transportador. “Além do planejamento de serviços de manutenção, a conectividade presente nos caminhões Volvo permite fazer a gestão e o acompanhamento de consumo de combustível e da performance dos motoristas”, afirma Felipe Battistella, diretor de serviços do Grupo Volvo América Latina.

Segundo o executivo, aumentar a disponibilidade do caminhão é crucial num mercado tão competitivo como o atual. “Cada gota de combustível conta”, diz o diretor.

O relatório é bastante detalhado, mostrando ao gestor uma visão geral de toda a frota, e passando informações por veículo e também por motorista. Usando indicadores de desempenho, o sistema consegue verificar se os recursos do caminhão estão sendo utilizados total e adequadamente. O relatório mostra, por exemplo, se o motorista está fazendo a antecipação de frenagem, qual o grau de utilização do modo automático da caixa de câmbio, se o piloto automático está sendo utilizado e uma série de outros indicadores.

Manutenção proativa

Outro item a que as montadoras de caminhões estão cada vez mais atentas é a manutenção dos veículos. Durante a Fenatran, a Volvo vai apresentar seu programa de manutenção proativa. Trata-se de uma central de monitoramento conectado e de planejamento e agendamento de manutenções preventivas para os caminhões. O serviço é voltado para os veículos que tenham planos de manutenção da marca.

Tendência em serviços: conectividad e permite agendam ento de serviços

“A conectividade presente nos avançados caminhões Volvo é uma importante ferramenta para aumentar a disponibilidade das frotas e melhorar a rentabilidade do negócio do transportador. A Volvo foi a pioneira em serviços conectados no setor de transporte no Brasil”, declara Felipe Battistella, diretor de serviços do Grupo Volvo América Latina.

De acordo com Battistella, a Manutenção Proativa é um novo conceito em manutenção de veículos comerciais. “É mais uma solução voltada para os veículos Volvo, com o objetivo de otimizar as manutenções e de diminuir o tempo de parada para melhorar a produtividade do transporte.” Uma pesquisa global da Volvo Trucks com informações obtidas em mais de 3,5 mil caminhões revelou que oito em cada dez paradas não planejadas poderiam ter sido evitadas com manutenções preventivas. O objetivo da Volvo Trucks para o futuro é ousado: zerar o número de paradas não planejadas.

Série especial do FH

No estande da Volvo, a atração, em termos de veículos, será o lançamento da série especial do FH, o caminhão pesado mais vendido do mercado brasileiro. Inspirada na Performance Edition, uma edição especial de caminhões recentemente apresentada na Suécia, a versão exibida no evento faz parte das comemorações dos 90 anos da Volvo Trucks.

Uma edição especial que fez o FH parecer caminhão de corrida .

“É uma série limitada de veículos exclusivos, repletos de novas tecnologias e com uma configuração única para marcar essa importante data. A versão fabricada no Brasil também celebra a performance em várias áreas: em tecnologia, em segurança e na produtividade que temos oferecido globalmente aos transportadores”, declara Bernardo Fedalto, diretor de caminhões Volvo para o Brasil, Uruguai, Paraguai e Bolívia. A série Performance Edition terá apenas 40 unidades dos modelos FH540 6x4 e do FH460 6x2, dois caminhões rodoviários líderes do segmento de pesados no Brasil. Os veículos serão oferecidos nas cores especiais azul e prata. Externamente, a cabine Globetrotter tem adesivos laterais ao longo de toda a porta e avançando nas carenagens, mostrando faixas em referência à bandeira da Suécia, país onde está situada a matriz mundial da Volvo.

O FH da edição é equipado com suspensão pneumática, carenagens laterais e defletores, além de espolier dianteiro e degraus na cor da cabine, conferindo ao veículo um aspecto ainda mais arrojado. Internamente, os bancos de couro conferem mais estilo à cabina. Os faróis são de xenon, e as rodas, de alumínio polido. Também externamente estão os espelhos angulares, no lado esquerdo do motorista e direito do passageiro, melhorando o campo de visão do condutor.

Bernardo Fedalto

Com a renomada caixa de câmbio I-Shift em sua última e avançada versão, o veículo é equipado com uma série de dispositivos, equipamentos e acessórios que o fazem único no mercado brasileiro: freios ABS, airbag, climatizador, central multimídia, computador de bordo, piloto automático, farol luz do dia, indicador de temperatura ambiente, prancheta para anotações, luzes de freio de emergência, sensores de chuva e crepuscular, câmera de ré, prétensionador do cinto de segurança do motorista, refrigerador sob a cama e todos os demais itens da versão Top Class da linha F.

O FH Performance Edition possui uma nova plataforma multimídia. Mais moderna e com mais tecnologia, tem uma tela touchscreen de sete polegadas, novo serviço de navegação, mídia player remodelado, dual bluetooth (conecta dois celulares), novo visual para o Dynafleet e uma série de aplicativos, como Spotify e Deezer, entre outros.

Segurança customizada

Outra novidade da Volvo na Fenatran é a ampliação da oferta de pacotes de segurança para a linha F de caminhões. A partir de gora, os transportadores brasileiros poderão customizar as necessidades de segurança nos veículos da frota.

Pré-tensionador do cinto

A Volvo vai oferecer cinco pacotes, cada um deles com uma configuração diferente de dispositivos de segurança. “Sempre estivemos na vanguarda quando se trata de segurança. Essa nova configuração de dispositivos de egurança é mais um passo para nos mantermos à frente e garantirmos a possibilidade de o cliente customizar seu caminhão”, diz Fedalto.

Sensor de chuva

O pacote número 1 abrange airbag e pré-tensionador do cinto de segurança do motorista e luz de freio de emergência. O pacote 2 inclui o ESP (Programa Eletrônico de Estabilidade), um sistema que reduz significativamente o risco de tombamento em curvas fechadas, e o freio anticanivete, uma exclusividade da Volvo. É um dispositivo que promove micro frenagens na carreta, quando, por exemplo o veículo trafega por estradas de baixa aderência ou em descidas de serra. Ele deixa a composição esticada, diminuindo a possibilidade de ocorrência do efeito “L” entre o cavalo mecânico e o implemento.

O pacote “Visibilidade ativa” é o número 3. Contempla itens de segurança ativa, ou seja, quando os equipamentos diminuem a possibilidade de ocorrer um acidente. Inclui o detector de atenção (que emite um sinal sonoro e uma mensagem quando o sistema entende que o motorista está cansado), monitoramento da faixa de rodagem, frenagem de emergência e luz de freio de emergência. Chamado de “Visão total”, o pacote 4 foi concebido para aumentar muito o grau de visibilidade do motorista, e inclui o sensor de ponto cego (um radar localizado no lado direito do caminhão, auxiliando o condutor com alerta sobre veículos que possam não estar visíveis); luz de freio de emergência; farol bi xênon (na luz baixa e na luz alta); luz de conversão (um farol extra ilumina o lado para o qual o veículo vai manobrar); câmera de ré (para melhorar a visão em pontos específicos); espelho frontal (aumenta o campo de visão na frente do caminhão); espelho de meio-fio (situado na porta do lado direito para enxergar melhor essa parte do veículo); sensor crepuscular (acende automaticamente os faróis quando a luminosidade cai); e sensor de chuva (liga automaticamente o limpador de parabrisas em caso de chuva).

Direção dinâmica Volvo

O pacote 5 é o “Direção dinâmica”, que oferece o VDS (Volvo Dynamic Steering). O sistema funciona por meio de um motor controlado eletricamente ajustado cerca de duas mil vezes por segundo, que cria uma direção de altíssima precisão. Ao dirigir em ré, por exemplo, o sistema proporciona excelente controle com o mínimo esforço. A baixas velocidades, o VDS deixa a direção virtualmente sem esforço e melhora a manobrabilidade.

Revendas especializadas em usados

Há duas décadas lidando com o negócio de caminhões usados, a Volvo resolveu criar uma rede de revendas especializadas em veículos seminovos. É a primeira rede nacional do gênero, com uma única identidade visual em todas as concessionárias da marca no País. “É um modelo único de negócios de seminovos no Brasil. O processo de gestão da rede, de avalição dos caminhões e da operação do dia a dia é padrão em todas as 94 concessionárias Volvo”, afirma Rogério Kowalski, gerente de seminovos da Volvo no Brasil.

Com mercado de usados aquecido, Volvo investe em revenda s especializada s nesse negócio.

O site da rede (www.seminovosvolvo.com.br) exibirá o estoque nacional espalhado pelo País, que hoje se situa em torno de 400 caminhões, entre veículos Volvo e multimarcas. Os interessados poderão visualizar, escolher e definir a compra de qualquer um dos caminhões, tanto presencialmente na concessionária como pela internet.

“Com a rede, o transportador ganha um novo canal de vendas e maior disponibilidade de modelos, pois agora tem à disposição um estoque nacional de veículos, e não o de uma concessionária só”, diz o gerente. A rede ainda mantém o telefone 0800 643-4443, exclusivo para atendimento aos interessados em seminovos.

 
LEIA TAMBÉM