Cada vez mais luxuosos

 

Em um lançamento especial para apresentar não exatamente uma nova linha de caminhões, mas uma nova família de bancos com mais conforto e mais luxo, a Mercedes-Benz deixa bem claro que vai aproximar cada vez mais seus caminhões, normalmente considerados básicos, com modelos mais Premium.

Na apresentação dos novos interiores das cabinas dos caminhões da marca, Roberto Leoncini, vice presidente de Vendas e Marketing, explicou que a marca da estrela quer oferecer ao motorista o máximo de conforto para, com isso, contribuir para melhoria tanto na produtividade como na segurança.

“Motorista satisfeito certamente é um profissional mais eficiente”, comenta o executivo. A Mercedes-Benz resolveu dar um salto significativo de qualidade no quesito ergonomia e conforto e o ponto alto das novas cabinas é a nova geração de bancos, desenvolvida no Brasil, “e pensado no biotipo dos brasileiros”, acrescenta o engenheiro Marcos Andrade, gerente de produto caminhão da marca.

Os novos bancos, disponíveis em vinil ou tecido, além do acabamento luxuoso, oferecem 12 diferentes possibilidades de ajustes com vistas a possibilitar uma condução mais confortável e produtiva. Além disso o cinto de segurança passa a ser integrado ao banco e não mais fixado na coluna, o que, sob o ponto de vista da segurança não interfere em nada, mas pensando exclusivamente no conforto é muito bem-vindo.

Os novos itens de conforto do interior das cabinas estão disponíveis para os caminhões Atego, Axor e Actros e serão destaques na Fenatran deste ano, que acontecerá em outubro. De acordo com Leoncini, este novo pacote de conforto não será repassado aos preços (os caminhões não ficarão mais caros por isso).

As novas cabinas começam a chegar à rede de concessionárias a partir de abril e, com isso, a Mercedes-Benz soma mais um atributo a seus caminhões pesados e semipesados para brigar em igualdade de condições com as concorrentes Scania, Volvo e DAF que oferecem modelos pesados classificados na linha Premium.

A estratégia visível é dotar seus caminhões com um conceito cada vez mais próximo do prestígio de seus automóveis. A nova geração de bancos é mais um passo nesta direção deflagrada desde o lançamento da linha Actros. Tanto o banco do motorista, quanto o do acompanhante foram concebidos e produzidos pela equipe do Centro de Desenvolvimento Tecnológico da Mercedes-Benz do Brasil, em parceria com fornecedores e estão disponíveis para os modelos Atego, Axor e Actros.

Os novos interiores dos caminhões da marca passam a oferecer pacote multimídia com painel, volante multifuncional mas ao mesmo tempo sem aquela profusão confusa de botões, sistema de som em linha com o que é oferecido nos automóveis e tacógrafo digital, novidade que ainda não tinha nos caminhões Mercedes-Benz e que certamente já é tendência nas estradas brasileiras.

As cabinas estendidas e leito passam a ser equipadas com camas mais confortáveis com espuma de 120 mm, que oferecem mais conforto. Na liderança total do mercado, a Mercedes-Benz não lidera individualmente nenhum dos segmentos de caminhões onde atua: nos semileves fica em segundo e terceiro lugar com as Sprinter; nos leves fica na segunda colocação com o Accelo; nos médios, também fica em segundo com o Accelo 1316; nos semipesados fica sem segundo e terceiro com os modelos Atego e, nos pesados, fica em terceiro com o Axor. A intenção, tornando seus caminhões maiores com interiores mais luxuosos, é conquistar novos clientes e, com isso, subir ao pódio em categorias de maior valor agregado como os semipesados e pesados.

 
LEIA TAMBÉM