Tecnologia a favor dos caminhoneiros

 

Se tem um negócio que prosperou e cresceu no Brasil nos últimos dois anos foram os aplicativos para smartphones que oferecem as mais diversas, e muitas vezes impensáveis, facilidades para os usuários. E para caminhoneiros, nestes tempos de crise aguda onde encontrar bons fretes mais do que necessidade financeira, virou obsessão, os aplicativos para busca de frete on line estão na crista da onda.

Claro que muitos caminhoneiros nem sequer têm um smartphone, mas quem quer sobreviver neste negócio, atualmente, não pode dispensar o uso deste tipo de celular que já deixou de ser item de luxo ou ostentação.

É, agora mais do que nunca, item de primeira necessidade. Caminhoneiro que quer ter alguma chance de sobreviver neste negócio tem que investir e ter sim um smartphone. É preciso estar conectado.

E o primeiro aplicativo a se baixar é o whatsapp que, além da rapidez em se comunicar com a família, amigos e companheiros de estrada, ainda permite grande eficiência em se fechar negócios com fretes. Mas, se o whatsapp é uma unanimidade, e praticamente impera solitário no mercado, os aplicativos que oferecem serviços para busca de frete se multiplicaram. Não é possível dizer, com todos tão incipientes, qual é o melhor. Nem é o objetivo desta reportagem. Nossa ideia é mostrar aos usuários quais são estes aplicativos, como encontrá-los e, basicamente, quem são.

Deixamos de lado aplicativos que nem sequer oferecem serviços de informações e não responderam à nossa reportagem. Esses, sem dúvida alguma, não são confiáveis.

Com base em nosso primeiro critério de exclusão, elencamos cinco aplicativos que julgamos sérios para busca de fretes: Brasil Fretes, Polifrete, Quero Frete, Sontra Cargo e TruckPad. O pioneiro a surgir no mercado nacional foi o TruckPad. Sua primeira versão foi registrada em setembro de 2013. Carlos Mira, seu idealizador, foi premiado nos Estados Unidos, no Vale do Silício, como a start-up do ano tanto por sua inovação quanto por sua funcionalidade.

No bojo da TruckPad, no mesmo ano, em dezembro, veio o Sontra Cargo. Em outubro de 2014 surgiu a Polifrete, em março de 2015 o mercado ganhou mais um concorrente, a Quero Frete e, em novembro do ano passado, o aplicativo Brasil Fretes fez sua estreia neste que já se tornou um mercado tão competitivo quanto o de marcas de caminhões.

Naturalmente que a quantidade de usuários, por ora, ainda está muito ligada ao tempo que cada um desses aplicativos está operando no mercado. Os mais antigos têm mais usuários e, claro, os mais novos, menos.

Por esta razão não pode ser um critério de qualidade dizer que quem tem mais downloads é melhor do que quem tem menos. O que vem acontecendo, e já era esperado, é que muitos caminhoneiros estão baixando mais de um ou, ainda, muitas vezes, todos os aplicativos disponíveis para tentar aumentar suas chances de buscar as melhores ofertas de frete pelo Brasil.

O problema é que o volume de carga é um só em todo o País. Ou seja, o bolo é o mesmo para todos. E a oferta de carga só aumenta ou diminui em função do PIB do País e não de acordo com a quantidade de aplicativos para este fim. Quando a economia vai bem, há mais carga para ser transportada. E quando vai mal, como agora, este volume diminui.

Uma boa dica para quem quer mensurar a eficiência de um aplicativo de busca de frete não é exatamente considerar quantos usuários ele tem, mas sim quantos embarcadores estão fazendo uso dele. Fácil de entender: quanto mais embarcadores fazerem uso de um ou outro aplicativo, melhores são as chances do usuário de conseguir bons fretes com o aplicativo escolhido.

Os cinco aplicativos que selecionamos, como os melhores em atuação no Brasil, oferecem, cada um, eficientes canais de comunicação com o usuário. Todos são atuantes nas redes sociais e costumam interagir com rapidez com seus usuários, particularmente no Facebook. Dica 1: Siga-os no Facebook e tire suas dúvidas on line. Procure saber se grandes embarcadores estão cadastrados no aplicativo. Dica 2: como não há custos para fazer uso de nenhum deles (e todos podem ser baixados tanto pela Play Store como pela App Store) baixe os cinco e experimente com calma, em cada um, itens como facilidade para se fazer o cadastro, confiabilidade deste cadastro, funcionalidade, ofertas de fretes e facilidades para se fechar um negócio.

E que fique bem claro: estes aplicativos apenas aproximam quem oferta carga de quem oferta serviços de transporte, ou seja, coloca em contato o embarcador com o transportador. Uma vez demonstrado interesse no negócio, o resto fica inteiramente sob responsabilidade das duas partes envolvidas. Por isso, vão se diferenciar neste mercado de aplicativos de oferta de frete não só quem assegurar maior agilidade para se fechar um negócio, mas o aplicativo que conseguir dar mais garantias de um bom negócio tanto para o embarcador como para o caminhoneiro.

Veja quem são os cinco aplicativos mais sérios que atuam no Brasil e como contatá-los caso você tenha qualquer dúvida.

 
LEIA TAMBÉM